Quem somos |

A médica cardiologista Dra. Lívia Miccelann, passou sua vida se dedicando a salvar outras vidas,
e enxergando a necessidade de se criar um sistema de saúde moderno, mais eficaz, que visasse o atendimento prioritário as pessoas e não apenas aos lucros.

Em 12/03/2012, ela usou recursos financeiros juntados ao longo dos anos, mais recursos obtidos através de um empréstimo em banco de fomento, para inaugurar sua primeira clínica em Porto Alegre.
A Clínica Miccelann, atendia pacientes com especializações em 5 diferentes áreas mas logo foi crescendo, e se transformou na Santa Clara Saúde.
A clínica nova, adquiriu a Life, uma rede de clínicas médicas e planos de saúde em maio de 2012.
E então a Santa Clara passou a contar com uma carteira de 33 mil clientes em diversos e diferentes pontos do Brasil.
Dra. Lívia foi ampliando suas clínicas e atuações e em 2013, inaugurou um hospital de ponta voltado para o tratamento oncológico, em Porto Alegre.
Depois, ela também passou a inaugurar clínicas menores no sul e sudeste brasileiro.
A médica criou a Funerária Santa Clara, para atender em São Paulo e Porto Alegre.
E na capital gaúcha, criou o Cemitério Nossa Senhora de Salete.

Também em 2014, ela nomeou a filha, Giovana Miccelann, para a substituir afrente da administração da empresa, quando se aposentou.
Giovana, passou a diversificar os investimentos da empresa, e criou outras empresas menores e o Grupo Miccelann, como administrador de todas elas.

Em 2015, Lívia falece e Giovana passa a ser herdeira e Executiva única da marca.
Mas a crise nacional, faz ela diversificar seus investimentos olhando ao exterior.
São abertas empresas na Alemanha, França, Reino Unido, Estados Unidos, Argentina e Canadá.

Giovana construiu um verdadeiro império diversificando, e sempre ajudando as pessoas.
Em 2018, ela teve um quadro de leucemia, tratado com transplante de medula.
Mas, em 2019 uma recidiva da doença acabou a matando.

Antes de falecer, Giovana escolheu a amiga e Vice-Presidente da Miccelann Annabelle Mariana Rech Rodrigues, para dar continuidade a marca.
A Miccelann se transformou em Onor, e passou a concentrar investimentos na área de tecnologia.
Para isto, Annabelle se desfez da maioria das clínicas e encerrou a marca Santa Clara, criando uma nova rede hospitalar, batizada de Personal.
O foco era a classe mais alta, que não tinha hospitais além do Sírio e o Vila Nova Stars, com alto padrão para atendê-los.
Empresas da Onor no exterior, também se transformaram, para a nova era da empresa.
E na China, na cidade de Xangai, Annabelle abriu um hospital e uma fábrica de dispositivos tecnológicos.

Passou a produzir lá e exportar, Tablets, Smartphones, Notebooks, e outros itens.
Em 2020, com o surto de Coronavírus, Annabelle teve desentendimentos com o governo local, e decidiu encerrar suas operações em Xangai.
Transferindo-as para Seul, na Coreia do Sul.
Onde investiu, R$ 5,5 Bilhões, na reestruturação da empresa e na inauguração do novo polo tecnológico.

Em todo o mundo, a Onor hoje tem cerca de 9,8 mil funcionários e o número deve crescer.
Além de sua rede hospitalar, recentemente nomeada para Prevent, a Onor também tem uma nova carteira de planos de saúde, que é voltada a empresas.
A marca ainda possue um polo de tecnologia, a Onor Conecta que comercializa internet via satélite, uma escola para filhos de seus funcionários e um centro universitário para os mesmos.

Esta é a Onor
Que surge no mundo para fazer todos os dias, a diferença na vida das pessoas.
E aí, vamos revolucionar juntos!?